Poesia-Pintura

ORIGEM

Poema de João de Almeida Santos.
Ilustração: “Voar 
no Céu de um Poema”.
Original de minha autoria
para este poema.
Abril de 2021.
VoarFinal

“Voar no Céu de um Poema”. Jas. 04-2021.

POEMA  – “ORIGEM”

A SUA ARTE
Nasceu contigo,
Do mistério e do
Silêncio
Que te enchia a alma,
A transbordar,
Um inesperado
Encanto
Que o cativou,
Para nunca
Mais parar.

FASCINADO
Pelo teu olhar
Profundo,
O teu ímpeto
Imparável,
Fúrias
Quentes,
Cabelos negros
Desgrenhados,
À solta
Sobre teu corpo
Incerto,
A arder...
.................
Ele sentia-te,
Mas não sabia
Que fazer...

NASCEU, ASSIM,
No teu regaço,
Em tormento,
Aninhado
Na bruma
Densa
E misteriosa
Do encantamento.

DEPOIS CRESCEU
E quis a perfeição,
Seduzir-te
Através do vento
Que te soprava
Na alma,
Palavras cálidas,
Ritmadas
À medida que te
Ia perdendo
No implacável
Tempo
Da renúncia.

E TU COLHESTE
A tormenta
No dia-a-dia
(Eu sei),
Obsessão
Martelante,
Castigada
Com palavras
Repetidas
E gastas
À exaustão
Até à fuga
Para o nada,
Cheia de tudo
O que não tiveste,
De tão sofrida
E tão amada...

MAS LEVASTE
Contigo o poeta
E muito mais,
Grávida de palavras
Não ditas,
Olhares falhados,
Imperceptíveis
Sinais,
Silêncios gritados,
Quieta turbação,
Lava oprimida
No centro de um
Vulcão
Que te alimenta
E consome
Nessa tua inefável
Solidão.

E O POETA
Capturou-te
Dentro de si
Para te libertar
Com metódica
Persistência
Em poemas,
Nuvens
Cintilantes
Que espalha
No teu céu,
Sobre ti,
Para te refrescar
A alma
Incandescente.

E EU,  
Seu confidente,
Vejo-te
Da minha
Janela, ali,
Só,
A olhar
O céu,
As nuvens
Brilhantes
Do poeta,
À espera
Da chuva
E dos trovões
A troar 
Com raios de luz
Sobre o teu
 Sempre inquieto 
Olhar...

MAS UM DIA VIRÁ
O tempo
Do reencontro
Sem clamor
Nestes sofridos
Poemas
Onde o poeta
Te reiventou
Para o amor.
VoarFinalR

“Voar no Céu de um Poema”. Detalhe.

3 thoughts on “Poesia-Pintura

  1. Transcrevo, sensibilizado, o belíssimo comentário do meu amigo e conterrâneo Tó Zé Dias de Almeida: “Podes crer Poeta. Podes mesmo ter a certeza que… Um dia virá e nesse dia virá o tempo do reencontro… Podes sempre contar com a reinvenção do e para o amor porque foi para esse amor sem clamor que o caminho se abriu e foi por essas poéticas veredas que, “ab initio”, o Poeta trilhou, fascinado, o mistério da sua arte. Fácil? Nem tanto… Fúrias quentes nuns desgrenhados cabelos faziam parte do seu incerto pressentimento… Oh, se faziam, mas a desilusão e a desistência não rimavam com chuva, trovões, olhares inquietos e muito sofridos. Com metódica persistência o Poeta capturou-te e poeticamente te enredou “para te refrescar/A alma/ Incandescente.” De braço dado, com imperceptíveis sinais, para sempre te cativou para longe expulsando procelas tenebrosas e medonhas. João, vê nesta rápida e desinspirada paráfrase o modo do meu grandecíssimo gosto que em mim, nesta dominical manhã, o teu POEMA – ORIGEM despertou. Sobre o silêncio que tem havido da minha parte sobre os teus quadros, não lhe ligues… Deles hei de falar quando a inspiração me visitar…. Um abraço”

  2. Gosto muito deste teu comentário, tão original, Tó Zé. Puseste o poema a falar de si próprio, a contar-se, a falar de si. Associaste-te ao poeta e poeticamente o comentaste com as suas próprias palavras. “Mise-en-abîme” reforçado por ti. Valorizaste muito, deste modo, o poema e por isso te fico grato. Obrigado. A pintura nasceu com a exigência de encontrar companhia neste percurso poético tão solitário. E que bela companhia! Vou em frente em sinestesia, desdobrando-me. O percurso torna-se, assim, mais fascinante, compensando, de algum modo, a dor da caminhada poética. Na verdade, a pintura tem uma leveza maior do que a poesia. A meta aqui é sempre o arco-íris, subir por ele acima e pôr-se lá no alto a observar o vale da nossa vida, aquela de que a poesia é um denso murmúrio. Um grande abraço e um excelente Domingo para ti.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s