Poesia-Pintura

TEU CORPO DE CRISTAL

Poema de João de Almeida Santos.
Ilustração: “Reflexos”
Original de minha autoria
para este poema. Outubro de 2020.
ReflexosFim2510Exp

“Reflexos”. Jas. 10-2020.

POEMA – “TEU CORPO DE CRISTAL”

AGORA VEJO-TE
Ao perto,
Despida,
Cada bago
Me seduz
Como cristal,
Refracção
Da luz
Que desce
Sobre ti
E me atinge
O olhar
Como raio
Fatal.

CEGO
De tanta luz,
Entrevejo-te
Num clarão,
Multidão
De cristais
Que brilham
E desafiam,
Vermelho rubi
De todas as paixões,
Espelho de
Alma
Deslumbrada
Que vive de
Ilusões.

MAS ÉS ROMÃ
E faço o caminho
Ao invés
Pra te encontrar
Ao alcance
Da minha mão,
Poder colher-te,
Fazer caminho
Contigo,
Do inferno
À primavera,
Do fogo ardente
Ao vicejar
Dos campos,
Aos frutos
Da nossa terra
Onde o teu
Poder impera.

ÉS DEUSA, SIM,
Imortal,
Teu corpo
É cristal
Que brilha
No templo de
Salomão
E me convida
A entrar
Nessa bela
Catedral
Guiado por
Tua mão?

SAÍSTE DE TI
E agora és
Semente
Múltipla
Do futuro
Que há-de vir,
Deusa
Da fecundidade,
Do amor
E da paixão
A celebrar
No fogo
Ardente
Desse teu lar
Onde os bagos
Do teu ventre
São como
Lava
De vulcão.
ReflexosPublicadoRec

“Reflexos”. Detalhe.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s