Biobibliografia

JOÃO DE ALMEIDA SANTOS

A SHORT BIOGRAPHY

João de Almeida Santos (1949) is «European Doctor» by «Universidad Complutense de Madrid». Director of the Faculty of Social Sciences, Education and Administration and of the Department of Political Science, Security and International Relations of Lusofona University of Humanities and Technologies, Lisbon. He was Chief of the Office of several Ministers of the Portuguese Government, from 1995 to 2002 and Political Adviser of the Portuguese Prime Minister from 2005 to 2011. He is also Visiting Professor in the University Complutense of Madrid. In his academic career he has been Professor and Researcher in Coimbra University and in Rome University «La Sapienza», between 1974 and 1988. Among other books he published «The Principle of Hegemony in Gramsci» (Lisbon, 1986), «Paradoxes of Democracy» (Lisbon, 1998), «The Intellectuals and the Power » (Lisbon, 1999), «Homo Zappiens» (Lisbon, 2000), «Media and Power» (Lisbon, 2012) and «To the left of the crisis» (Org.) (Lisbon, 2013). He collaborates in many portuguese, spanish and italian political, cultural and communication Reviews and Books. He was President of the Municipal Assembly of Guarda, 2005-2013, and of the COMURBEIRAS-Intermunicipal Community Assembly, 2006-2013.

I.

João de Almeida Santos é «Doctor Europeo» (com a classificação máxima de «sobresaliente cum laude») pela Faculdade de Ciências da Informação da Universidade Complutense de Madrid. Nasceu em Famalicão da Serra (Guarda). Licenciou-se em Filosofia na Universidade de Coimbra, em 1974, com 17 valores e distinção. Em 1987, obteve a«Laurea di Dottore in Filosofia» na Faculdade de Letras e Filosofia da Universidade de Roma «La Sapienza», com a classificação máxima e louvor (110/110 e lode). Foi Professor nas Faculdades de Letras dasUniversidades de Coimbra, onde teve a regência da cadeira de Filosofia Política, e «La Sapienza», de Roma, respectivamente, entre 1974 e 1980 e 1984 e 1988. Foi membro do Conselho Directivo da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, em 1974 e 1975. Foi Investigador junto da Cátedra de Ciência Política do Instituto de Sociologia da Universidade de Roma, «La Sapienza», dirigida pelo Professor Umberto Cerroni, entre 1978 e 1984 (mantendo-se como assistente da Faculdade de Letras da Univ. de Coimbra entre 1978 e 1980). Em 1981, obteve diploma de língua alemã pelo Goethe Institut de Roma. Foi bolseiro, em Roma, da Fundação Calouste Gulbenkian (entre 1978 e 1981), do Instituto de Língua e Cultura Portuguesa (entre 1983 e 1984) e do Governo italiano.

II.

Foi Chefe de Gabinete de:

Secretário de Estado da Administração Interna, entre 1995 e 1997;
Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Administração Interna, entre 1997 e 1999;
Ministro Adjunto do Primeiro-Ministro,entre 1999 e 2000;
Ministro da Juventude e do Desporto, em 2000;
Ministro da Presidência, em 2002 (Foi Adjunto do Ministro da Presidência, entre 2000 e 2001).

Foi Assessor Político do Primeiro-Ministro (entre Abril de 2005 e Junho de 2011).

Foi Presidente da Assembleia Municipal da Guarda (de Novembro de 2005 até 19.10.2013).

Foi Presidente da Assembleia da COMURBEIRAS-CIM, Comunidade Intermunicipal, composta por doze Municípios, correspondentes às NUTS Cova da Beira + Beira Interior Norte, entre 2006 e 2013, tendo sido Presidente da Assembleia da Comunidade Urbana das Beiras/Comurbeiras, entre 06.07.2006 e 05.06.2009 e Presidente da Assembleia da Comurbeiras-CIM, entre 05.06.2009 e 26.03.2010.

III.

Foi Membro da Comissão Nacional do Partido Socialista, entre 2004 e 2011.

IV.

Foi Presidente da Assembleia-Geral do CECL, «Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens» da Universidade Nova de Lisboa (2010-2013), e membro do ICML, «Instituto de Comunicação e Media de Lisboa», até setembro de 2013.

V.

Professor Catedrático, é Director da Faculdade de Ciências Sociais, Educação e Administração e Director do Departamento de Ciência Política, Lusofonia e Relações Internacionais da ULHT (Lisboa). É Director da Revista «ResPublica», órgão do «Centro de Investigação em Ciência Política, Relações Internacionais e Segurança (CICPRIS), de que também é Director.

Foi Director da Faculdade de Ciência Política, Lusofonia e Relações Internacionais, da ULHT, entre 2012 e 2013, e da Faculdade de Ciência Política e Relações Internacionais, da ULP, entre 2012 e 2014.

VI.

É Professor Convidado no Doutoramento em «Comunicação Social» da Faculdade de Ciências da Informação da Universidade Complutense de Madrid.

VII.

É Membro fundador do FISEC (El Foro Iberoamericano sobre Estrategias de Comunicación).

VIII.

É membro do ThinkCom.org./Instituto de Pensamiento Estratégico da Universidade Complutense de Madrid.

IX.

É colaborador do Blog espanhol «Comunicacion/es», integrado no «Site»http://www.tendencias21.net/

X.

É Membro da Comissão «Partes Interessadas» da Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior, tendo sido seu Presidente de 2104 a 2016.

XI.

Foi membro do Conselho de Opinião da RDP (2001-2002).

Foi colunista permanente do «Diário de Notícias» (Opinião, Cultura e Política Nacional) entre 1985 e 2001 e do «Diário Económico», entre Julho de 2004 e Julho de 2009.

Foi colunista do Semanário regional «O Interior» (Guarda-Covilhã) [desde a sua fundação, em 2000, até 2013].

Foi Coordenador e Administrador da Revista de Reflexão e Crítica, dirigida por Eduardo Lourenço, «Finisterra», entre 1994 e 1996, mantendo-se como membro do seu Conselho Editorial.

Foi Director Executivo do órgão oficial do Partido Socialista «Acção Socialista», entre 1993 e 1996.

Entre 1991 e 1994 foi Redactor da revista italiana «Euros» (Roma). Fundador da Revista de Arte e Cultura «Adágio», foi seu Director entre 1990 e 1992. Foi Colaborador do semanário italiano «Rinascita». Colaborou na Revista dos Federalistas Europeus «L’Europa dei Cittadini». Foi Redactor da Revista «Seara Nova», entre 1974 e 1978.

XII.

É autor da tese (discutida na Faculdade de Letras e Filosofia da Universidade de Roma «La Sapienza»): «Problemi di metodo nelle scienze storico-sociali: da Kant ad Habermas» (1987). Dactilografada (228 pág.s).[Em vias de publicação – v. E)1].

XIII.

É autor dos seguintes livros (8):

  • À Esquerda da Crise (Org.) (Lisboa, Vega, 2013, 142 pág.s). Organização, Introdução e Cap.II. Com Luís Amado, José Conde Rodrigues, João Cardoso Rosas, Rui Pereira, Guilherme d’Oliveira Martins e Carlos Zorrinho.
  • Media e Poder. O poder mediático e a erosão da democracia representativa (Lisboa, Vega, 2012, 372 pág.s).
  • Homo Zappiens. O feitiço da televisão (Lisboa, Editorial Notícias, 2000, 130 pág.s).
  • Os intelectuais e o poder (Lisboa, Fenda, 1999, 222 pág.s).
  • Breviário político-filosófico (Lisboa, Fenda, 1999, 105 pág.s).
  • Paradoxos da democracia (Lisboa, Fenda, 1998, 237 pág.s).
  • Problemi di metodo nelle scienze storico-sociali: da Kant ad Habermas (Roma, Facoltà di Lettere e Filosofia, 1987; de próxima publicação em português).
  • O princípio da hegemonia em Gramsci (Lisboa, Vega, 1986, 174 pág.s).

XIV.

É co-autor dos seguintes livros (14):

  • (2016) Actas do Congresso Internacional sobre “Netativismo”. Porto – ULP. Novembro de 2015.  “A Política e a Rede – Os casos italiano e chinês”, 26 pp..
  • (2015). 20 Anos de Jornalismo Contra a Indiferença. Coimbra: Imprendsa da Universidade de Coimbra. (“Media, Rede e Poder: Comunicação e Democracia”, pp. 233-243).
  • (2012). Maquiavel e o Maquiavelismo. Coimbra, Almedina. [«Viagem pelas releituras de Maquiavel», pp. 137-157]
  • (2010) Telejornais no início do Século XXI. Lisboa: CIMDE/Colibri. [«A informação televisiva na RTP2: o Jornal 2», pp. 133-170, com António Belo].
  • (2010).«Muchas voces. Un mercado: La industria de la comunicación en Iberoamérica. Perspectivas. Madrid: Editorial Universitas. [«Medios y poder: cambios y perspectivas en las relaciones entre política, medios y comunicación», pp. 257-274]. 
  • (2008). Comunicación y desarrollo cultural en la Península Ibérica. Retos de la sociedad de la información. Actas del III Congreso Ibérico de Comunicación, Sevilla. Sevilla: Universidad de Sevilla. [«O poder dos media no espaço europeu de comunicação», pp. 83-89] 
  • (2006). Da gaveta para fora. Ensaios sobre marxistas. Porto: Afrontamento.[«Hegemonia: o primado do consenso na teoria política de Gramsci», pp. 83-112; «O teatro de Luigi Pirandello segundo Gramsci», pp. 113-121].
  • (2004). La scienza è una curiosità. Scritti in onore di Umberto Cerroni. Lecce: Manni Editore. [«Il potere mediatico e la crisi della democrazia», pp. 55-69]. 
  • (2003). As grandes correntes políticas e culturais do século XX. Lisboa: Colibri/IHC-UNL  [«Novas formas de comunismo e radicalismo de esquerda», pp. 155-181].
  • (2002). 10 milhões de razões. Lisboa: Editorial Notícias. [«O espectáculo da democracia. Para uma crítica da razão mediática», pp. 41-71].
  • (2001). Novo ciclo, a política do futuro. Lisboa: Editorial Notícias. [«Cosmopolis. Categorias para uma nova política», pp. 61-89]. 
  • (1999). Terceira Via. Lisboa: Fenda. [«A democracia do holofote», pp. 65-82].
  •  (1998). Villes e sécurité [Mesa Redonda Internacional, com Pierre Mauroy, Jean-Pierre Chevènement, entre outros]. Paris: Fondation Jean Jaurès. [Intervenção em pág.s 166-169]. 
  • (1998). Pavilhão do Território. Lisboa: Expo’98 – Ministério do Equipamento e da Administração do Território. (“Território: a contracção do espaço. Territory: the contraction of space. Territorio: la contracción del espacio”, pp. 28-60).
  • (2015). Prefácio a Silva, R., e Dias, A. L. (2015). Segurança Privada em Portugal. Lisboa: bnomics.

XV.

Traduziu para português:

  • Resweber, Jean-Paul, La pensée de Martin Heidegger [Toulouse, Privat, 1971] (Coimbra, Almedina, 1979);
  • Mancini, Paolo e Mazzoni, Marco, I telegiornali in Italia. In Joel Frederico da Silveira e Pamela Shoemaker, Telejornais em exame, Lisboa, Colibri/IPL, 2010, pp. 271-292.

XVI.

Algumas comunicações (27):

  • “As Religiões e a Liberdade: desafios numa época de extremos” – Debate na Mesquita Central de Lisboa. Clube de Filosofia Al-Mu’tamid, por ocasião do World Interfaith Harmony Week. Fevereiro, 2016.
  • “O Estado Social”. Debate na Mesquita Central de Lisboa. Clube de Filosofia Al-Mu’tamid. Novembro de 2014.
  • A Rede e o Poder” – Congresso Internacional sobre “Netactivismo”. Porto, Universidade Lusófona do Porto. Novembro, 2015.
  • Seminário «Investigar e editar comunicação social», na Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa-Lisboa, 30.10.2012: «Media e Poder. O poder mediático e a erosão da democracia representativa», por ocasião da publicação da obra com o mesmo nome (Lisboa, Vega, 2012).
  • Participação, como Relator único, em três Seminários, de Mestrado e Doutoramento em Comunicação, sobre«Comunicación, Red y Poder» na «Facultad de Ciencias de la Información» da Universidad Complutense de Madrid, nos anos de 2013 (Março – 10 horas), 2012 (Abril – 10 horas) e 2010 (Maio – 10 horas).
  • Lição inaugural do ano lectivo de 2011-2012 do Departamento de «Filosofia, comunicação e informação» da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra: «Media, Rede e Poder: comunicação e democracia» (07.10.2011).
  • Comunicação sobre «Política e comunicação no Portugal de hoje»,no «II Seminario ibérico de investigación en comunicación» (Tema: «Poder político e comunicación»), Universidade de Vigo, Castelo de Soutomaior, Pontevedra (21.12.2010).
  • Conferência inaugural das Jornadas «El futuro de la industria de comunicación» no «Club Internacional de Prensa» (Junta da Galiza) sobre: «Medios y poder: cambios y perspectivas en las relaciones entre medios, comunicación y poder», 23 de Outubro de 2008, Santiago de Compostela.
  • Intervenção no debate «O regresso de Berlusconi», com Goffredo Adinolfi (ISCTE), Miguel Portas (Eurodeputado/BE) e João de Almeida Santos, «Le Monde Diplomatique»/Institut Franco-Portugais (Lisboa, IFP, 17.04.2008): «Berlusconi ou o “eterno retorno”».
  • Comunicação sobre «Estrategias de comunicación política: nuevos modelos», FISEC/Universidade do Algarve, «Navegando hacia el futuro. Las coordenadas de la nueva teoria estratégica», Faro, 12-14 de Setembro de 2007.
  • Conferência sobre «Actualidade de Maquiavel. Viagem pelas releituras de Maquiavel». Faculdade de Artes e Letras da UBI, Instituto de Filosofia Prática, Covilhã, 25.05.2007.
  • Comunicação sobre «O poder dos media no espaço europeu de comunicação», no painel «Cultura Ibérica y espacio europeo de la comunicación». III Congreso Ibérico de Comunicación», Universidad de Sevilla. Sevilla 14.11.2006.
  • Comunicação sobre «O poder dos media». «Jornadas de Comunicação e Política», Departamento de Artes e Filosofia. Universidade da Beira Interior (UBI), Covilhã, 13.10.2006.
  • Conferência sobre «O poder mediático e a democracia representativa», Instituto Politécnico da Guarda, Escola Superior de Educação, 18.05.2006.
  • Conferência sobre «Media e Poder», Instituto Politécnico da Guarda (ESEG), 09.06.2004.
  • Comentário a 2 comunicações de Manuel Maria Carrilho e de Antonio Tabucchi sobre «Os media, a cultura e a democracia», 5.04.2004, Lisboa, Fundação Mário Soares.
  • Comunicação sobre «Diversidade cultural e democracia», 1-2 de Junho de 2002, Sintra, Hotel Tivoli, Encontros Internacionais da SEDES.
  • Conferência sobre «António Gramsci e a tradição marxista», 9 de Maio de 2002, AE do ISCTE, Lisboa.
  • Conferência sobre «Novas formas de comunismo e radicalismo de esquerda», Janeiro de 2002. Instituto de História Contemporânea da FCSH da Universidade Nova de Lisboa: XI Curso do IHC – «As Grandes Correntes Políticas e Culturais do Século XX».
  • Comunicação sobre «O poder mediático e a erosão da democracia representativa», Maio de 2001, Málaga (Esp.). Intervenção no I Congresso Ibérico de Comunicação – Faculdade de Ciências da Comunicação da Universidade de Málaga e SOPCOM (Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação).
  • Conferência sobre «Ciberdemocracia ou gaiola electrónica?», Maio de 2000. Intervenção no Seminário sobre E-politics, CCB-Lisboa, Escola Superior de Comunicação Empresarial.
  • Comunicação sobre «Una politica europea per la migrazione». Roma, Camera dei Deputati/Sala del Cenacolo. Novembro de 1998. Intervenção no Seminário sobre «Europa e Migrazione», promovido pelo Partido Socialista Europeu.
  • Intervenção sobre «Villes et Sécurité» (Table Ronde Internationale, avec Pierre Mauroy, Jean-Pierre Chevèment, parmi d’autres), Paris, Avril 1998. IS/Fondation J.Jaurès/Institut de Hautes Études de Securité Interieur/Fondation F. Ebert.
  • Conferência sobre «Cidadania para uma democracia europeia», Faro, 1996, Universidade do Algarve. Conferência sobre a União Europeia.
  • Entrevista de Luís Miguel Viana sobre «Os media e o poder», in «Pública» («Público»), n.º 417, de 23.05.2004, pág.s 7-10.
  • Entrevista de Tiago Fernandes sobre «O “controlo remoto” do poder», in «Visão», 17.09.2009, pág.s 58-59.
  • Entrevista de Fernando Sobral sobre «À Esquerda da Crise» (Lisboa, Vega, 2013), «Jornal de Negócios», 20.09.2013.

XVII.

Alguns Ensaios (41):

 

 

  • Santos, J. A., Cavadas Gormaz, M. J., Timoteo Álvarez, J. (2017). “Los estrategas y gestores del populismo moderno (siglos XVI-XVIII)”. In Historia y Comunicación Social (UCM), 1, 2017, 13-29. http:/dx.doi.org/10.5209/HICS.55897
  • “Crise da Representação ou Mudança de Paradigma? Democracia, Deliberação e Decisão”. In Revista Portuguesa de Filosofia, DOI 10.17990/rpf/2017_73_1_0015-48.
  • “Un Nuevo Paradigma para el Socialismo”. In http://www.tendencias21.net.
  • “Da Carl Schmitt à Nicollò Machiavelli: la Politica o il Pessimismo Antropologico”. In ResPublica, 13, 2013 (2015), pp. 43-61.
  • Introdução ao Catálogo da Mostra “Objectos Vagos”, de Maria Oliveira, de 2014, no Palácio Nacional de Mafra.
  • Introdução ao Catálogo Maria Oliveira, «Chama-me de preposição», Cascais, Centro Cultural de Cascais, 2013. Exposição de esculturas em bronze e de três maquetas.
  • “A política e a rede: os casos Italiano e Chinês”, in cicpris.ulusofona.pt
  • “Os media, a rede e o poder”. In http://www.tendencias21.net/
  • “Cosmopolis”. In http://www.tendencias21.net/
  • «Democracia Pos-Electoral: una Paradoja!», in http://www.tendencias21.net/(Blog: «comunicacion/es»).
  • «Política y Comunicación en el Portugal de Hoy», in http://www.tendencias21.net/(Blog: «comunicacion/es»).
  • «Spinning», in «Newsletter Comunica», http://www.escs.ipl.pt (Fev.2011)
  • “A Rede e a Democracia: uma simetria perfeita?”, in joaodealmeidasantos.blogspot.com; in http://www.tendencias21.net/(Blog: «comunicacion/es»).
  • “A esquerda e a natureza humana”, in joaodealmeidasantos.blogspot.com; in http://www.tendencias21.net/(Blog: «comunicacion/es»).
  • “O Espaço Intermédio”, in joaodealmeidasantos.blogspot.com; inhttp://www43-61.tendencias21.net/ (Blog: «comunicacion/es»).
  • “A rede, o poder e o contrapoder”, in joaodealmeidasantos.blogspot.com; in http://www.tendencias21.net/ (Blog:«comunicacion/es»).
  • “Política 2.0”, in blogspot.com; in http://www.tendencias21.net/(Blog: comunicacion/es).
  • “Os media e a «política do negativo»”, in joaodealmeidasantos.blogspot.com.
  • “Reflexões sobre a crise”, in joaodealmeidasantos.blogspot.com.
  • “Berlusconi ou o «eterno retorno»”, in joaodealmeidasantos.blogspot.com.
  • “Berlusconi o el nuevo príncipe pos-moderno”, in «Telos. Cuadernos de comunicación, tecnología y sociedad», Madrid, n.º 62, 2005, págs. 97-102; in joaodealmeidasantos.blogspot.com.
  • “No Logo”, in http://www.rizoma.net/ (Intervenção) (Reflexões em torno da obra de Naomi Klein: No Logo); in ResPublica, 11, 2011 (2013), 41-50; e joaodealmeidasantos.blogspot.com
  • “Diversidade cultural e democracia”, in ResPublica, 10, 2010 (2013), 97-107; e joaodealmeidasantos.blogspot.com.
  • “Saggio su Mannheim e la sociologia della conoscenza”, in «Revista Jurídica», n. 25, Lisboa, 2001, pp. 473-493; in joaodealmeidasantos.blogspot.com.
  • “Cidadania para uma democracia europeia”, in «Finisterra», n.º 20, Lisboa, 1996, pp. 25-45.
  • “Ligações perigosas”, in «Acção Socialista», n.º 852, Lisboa, 1995, pp. 6-7.
  • “A revolução no sistema político italiano e a esquerda”, in «Finisterra», n.º 15, Lisboa, 1994, pp. 5-69.
  • “Portogallo al bivio”, in «Euros», n.º 5/6, Roma, 1993, pp. 39-41.
  • “A esquerda, o passado e o futuro I e II”, in «Acção Socialista», n.º 767 (pp. 6-7) e n.º 768 (pp. 6-7), Lisboa, 1993.
  • “Nota sobre o Partido Socialista Europeu”, in «Finisterra», n.º 12, Lisboa, 1993, pp. 168-171.
  • “Reflexões sobre a revolução europeia”, in «Acção Socialista», n.º 750, Lisboa, 1993 (pp. 6-7).
  • “Memorial para uma democracia europeia”, in «Finisterra», n.º 10/11, Lisboa, 1992, pp. 91-124.
  • “Dove va la sinistra? Le due linee del socialismo portoghese”, in «Euros», n.º 1/2, Roma, 1992, pp. 64-66; 142-145.
  • “Jameson: pós-moderno”, in «Adágio», n.º 2, Évora, 1991, pp. 100-102.
  • “La cosa”, in «Finisterra», n.º 5, Lisboa, 1990, pp. 95-109.
  • “Calvino: Lezioni americane”, in «Adágio», n.º 1, Évora, 1990. pp. 64-68.
  • “Ecco s’avanza uno strano operaio”, in «Rinascita», n.º 27, Roma, 1988, pp. 22-23.
  • “Gramsci: ideologia, intelectuais orgânicos e hegemonia”, in «Temas de Ciências Humanas», n.º 9, Livraria Editora Ciências Humanas, S. Paulo, 1980, pp. 39-64.
  • “Santiago Carrillo, «eurocomunismo» e marxismo”, in «Seara Nova», n.º 1593, Lisboa, Julho de 1978, pp. 18-21.
  • “A questão da ideologia: De «A ideologia alemã» aos «Cadernos do cárcere»”, in «Biblos» LIII, Universidade de Coimbra, 1977, pp. 207-268.
  • “Política e ideologia do Grupo Seara Nova”, in «Seara Nova», n.º 1572, Lisboa, 1976, pp. 42-45.
  • “O poder político em Portugal”, in «Seara Nova», Lisboa, Agosto de 1975 (republicado integralmente no número especial da Seara Nova comemorativo dos 20 anos do 25 de Abril, n.ºs 48-50, Março-Setembro de 1994, pp. 143-147).

XVIII.

Jornais.

Publicou, desde 1985 (até 2001), mais de 400 artigos no «Diário de Notícias» (Opinião, Política Nacional e Cultura) [Ficheiro em organização]. Publicou, desde 2004 até 2009, 112 artigos (sobre Media e Poder e Política) no «Diário Económico». Publicou, desde 2004, 73 artigos no semanário regional «O Interior».
25.12.2013.

Actualmente, e desde setembro de 2016 publica semanalmente no Jornal online “Tornado”, artigos de opinião (política, comunicação, filosofia) e, aos domingos, poesia.

Publica Ensaios em joãodealmeidasantos.com e Artigos em Facebook: João de Almeida Santos (regime de privacidade “público”).

XIX.

(Última actualização: 31.05.2017)

João de Almeida Santos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s