Informação aos Leitores

INFORMAÇÃO AOS LEITORES

Microsoft Word - JOÃO DE ALMEIDA SANTOS.docx

A TODOS OS AMIGOS E LEITORES QUE AQUI ACOMPANHAM A MINHA POESIA, A MINHA PINTURA, OS MEUS ARTIGOS E ENSAIOS, INFORMO:

1. Durante o mês de Agosto suspenderei a regularidade das minhas publicações. Foram vários anos sem interrupções e chegou a altura de fazer uma curta pausa de reflexão.

2. Entretanto, antecipo a capa de um Livro de Poesia de minha autoria, João de Almeida Santos, Poesia (Lisboa, Buy The Book, 2021), prestes a entrar em tipografia. O livro inclui 67 poemas, um capítulo “Sobre a Obra de Arte” e, outro, com “Diálogos com os  Leitores Digitais” sobre vinte dos poemas aqui publicados, tendo alguns destes poemas ilustração no livro. Tem 438 páginas (contando com as ilustrações), capa rija, cosido, com 12 ilustrações de minha autoria reproduzidas em papel couché mate. A capa reproduz uma obra minha: “O Aurífice”, criada para o poema “Esculpir-te”.

3. Prevejo que o livro esteja disponível ainda este mês ou no início de Setembro.

4. Será uma edição limitada (150 exemplares) e só pode ser adquirido por encomenda, via WhatsApp, Messenger ou E-mail, feita ao autor.

5. É editado pelas Edições Buy The Book.

6. Aqui fica uma antevisão da Capa e do Índice.

7. Índice do livro:  João De Almeida Santos, Poesia, Lisboa, Buy The Book, 2021

NOTA INTRODUTÓRIA

I - SOBRE A OBRA DE ARTE

II - POESIA

1 - CANTAR

Sou o que sou
Palavras
O poema
Canta, poeta, canta
O poeta que se fez pintor
Pintei-te
Não sei se te chegam, as palavras
A carta
Segredo I
Solidão
Esculpir-te
Invocação
Lua
O poeta e a máscara
O poeta e o vendaval
Elas fogem, as palavras
A palavra proibida
Confissões de um confinado
Geometria
O benfeitor

2 - TEMPO

Tempo
A porta do tempo
A reinvenção do tempo
Espelho do tempo
A fronteira
Na bruma da memória
Março
Mudam os ventos e mudam as palavras
Catedral
Rituais
Para Leonard

3 - RAÍZES

Jasmim
Romã
Tentação
Teu corpo de cristal
Casta diva
Mandei podar o loureiro
O pavão
O jardineiro

4 - VIAGEM

Viagem
Liberdade

5 - MUSA

Musa
Cor, dá-me cor
A flor de papel
O meu nome
Marmelada
O brinco
O beijo
Não sei
A janela
À janela
Certos dias
Encontrei-te lá em cima, no monte
Origem
Segredo II
Caminhos paralelos
Valsa
Pas de Deux
Nostalgia

6 - SONHO E UTOPIA

Sonhar
A aguarela
Quase
Alma
Um sonho na aldeia
Vou contigo pra Pasárgada
Vã utopia

III - REFLEXÕES EM TORNO DOS POEMAS
Diálogo com os Leitores Digitais

IV - REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAs

#JAS@08-2021

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s